Massa cobra apoio da Ferrari em luta por título de 2008


Felipe Massa esteve em Buenos Aires neste fim de semana, palco da nona etapa da Stock Car Pro Series de 2023. Em meio à festa da categoria mais importante do automobilismo brasileiro na capital argentina, ele atualizou a situação de sua jornada em busca do reconhecimento do título da Fórmula 1 em 2008.

Leia também:

“Enviamos a Letter Before Claim para a FIA e a F1 e estamos aguardando as respostas, que será até meados de outubro, então estamos aguardando o momento de decidir o que fazer, se vamos ao tribunal ou não. Então estamos apenas aguardando a situação”, disse Massa com exclusividade ao Motorsport.com.

Massa revelou que recebe apoio de várias pessoas envolvidas com a F1 de sua época e dos tempos atuais e que compreende que boa parte, mas que compreende que eles não sejam vocais.

“Eu tenho apoio, mas é uma situação muito complicada, as pessoas às vezes não gostam de falar sobre isso, preferem falar de forma próxima, ao invés de na mídia, o que eu entendo perfeitamente. Mas isso definitivamente não muda nada na minha luta pela justiça.”

E por falar em apoio, Massa comentou se a Ferrari o apoia, usando até um exemplo da postura do chefe de uma das rivais da equipe italiana.

“Não vejo por que a Ferrari não estaria do meu lado”, disse Massa. “Porque perdemos o campeonato, tiraram o campeonato da gente, de mim e da Ferrari.”

“Quando você ouve Toto Wolff falando sobre 2021, a Ferrari precisaria fazer o mesmo. Então, a Ferrari precisa lutar pelo melhor da equipe e não vejo realmente a Ferrari longe de uma manipulação, como aconteceu comigo.”

“Então, neste momento, eles realmente não disseram: ‘Ok, estamos juntos’. Acho que eles estão esperando para ver o que vai acontecer, mas o que estou dizendo é que estou fazendo isso pelo meu país, estou fazendo isso pelos meus fãs, estou fazendo isso por mim, estou fazendo isso pela minha família, estou fazendo isso pela Ferrari, estou fazendo isso pelos fãs, os fãs mais incríveis da F1, que são os fãs da Ferrari.”

“Então, se a Ferrari quiser entrar, será totalmente bem-vinda. Caso contrário, estou fazendo isso pela justiça e isso é o mais importante para mim.”

Quando questionado se acreditava que se Lewis Hamilton fosse a principal vítima, se o inglês estivesse em seu lugar, Massa preferiu não acreditar que seria diferente.

“Com certeza, isso é o mais importante, mostrar que todos são iguais. Todo piloto na F1 precisa ter o mesmo caminho de possibilidades, o mesmo jeito de possibilidades de lutar, e não importa o país em que ele nasceu.”

“Então, eu realmente espero que este não seja o caso. Porque se houver algo assim, então a situação é muito grave, então não posso realmente pensar que seja por isso, mas o que posso pensar é que as pessoas não me olharam de forma respeitosa. E eu acho que isso é o mais importante, que todos sejam respeitados. Não estou dizendo que não sou respeitado, mas acho que todos precisam ser respeitados da mesma forma”, completou.

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 



Link da fonte

Compartilhe e entre para nosso grupo no Telegram para mais!
Inscreva-se
Me notificar quando
guest
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos
0
Adoraríamos saber o que pensa, por favor, comente.x